Padrinhos

 

Sebastião Mota de Melo, nascido em 1920, homem simples. Quando doente, procurou o Mestre Irineu e recebeu o Santo Daime para se curar, se tornou um discípulo do Mestre Irineu e recebeu o dom de expandir o Culto do Santo Daime por todo o país e além de suas fronteiras. Em 1974 registrou sua entidade religiosa e filantrópica, o CEFLURIS (Centro Eclético da Fluente Luz Universal Raimundo Irineu Serra) com sede em Rio Branco-AC. Em 1982 fundou o assentamento que hoje vem a ser a Vila Céu do Mapiá, onde foi um incansável trabalhador, tanto na parte espiritual como material. Fez a sua passagem em 20 de janeiro de 1990.

 

 

Alfredo Gregório de Melo é o presidente do CEFLURIS (Centro Eclético da Fluente Luz Universal Raimundo Irineu Serra) e principal responsável pela continuação da obra do Padrinho Sebastião. Filho do Padrinho Sebastião e da Madrinha Rita, Padrinho Alfredo tem se dedicado ao desenvolvimento dos projetos da Vila Céu do Mapiá, viagens pelo Brasil e ao exterior e ao projeto de construção de um novo assentamento comunitário ecológico na região do rio Juruá, terra natal do Padrinho Sebastião.

 

 

Waldete Mota de Melo, filho mais velho do Padrinho Sebastião, sempre foi juntamente com o Padrinho Alfredo, um dos principais responsáveis pelo trabalho espiritual e ritual com a bebida sacramental Santo Daime. Padrinho Waldete ocupa hoje o posto de vice-presidente do Conselho Superior Doutrinário e é comandante e inspetor do ritual em todos os centros e igrejas.

 

 

Wilson Carneiro de Souza, acreano de coração, de família cearense, Wilson Carneiro foi discípulo do Mestre Irineu, que chegou a lhe entregar a missão de um Pronto Socorro para atender os doentes na cidade do Rio Branco. Após a passagem do Mestre, seguiu o Padrinho Sebastião, de quem foi um dos principais seguidores, ficando responsável pela Colônia Cinco Mil, após a ida do Padrinho Sebastião para o Rio do Ouro. Era um homem de muita fé, conhecido pelo seu extraordinário dom de curas.

 

 

Manoel Corrente nasceu no dia dedicado a São Miguel, 29/09/1910, no estado do Piauí. Homem simples e solitário, desde pequeno trabalhou muito e viu acontecerem muitas guerras contra os cangaceiros. No Acre conheceu Mestre Irineu e logo depois conheceu o Sebastião Mota, de quem foi um dos seguidores. Depois da passagem do Pad. Sebastião, se tornou uma espécie de patriarca da igreja. Vô Corrente, assim como era chamado, teve 8 filhos e fez sua passagem em 23/03/1996.