Madrinhas

 

Rita Gregório de Melo é viúva do Padrinho Sebastião. Madrinha Rita é membra nata e vitalícia do Conselho Doutrinário e decana do Quadro de Conselheiros. É dona de uma grande bondade, humildade e sabedoria nas coisas espirituais, conforme podemos ver no seu pequeno e profundo hinário. Preside em caráter honorário os trabalhos da nossa Igreja Matriz, representando a lembrança do nosso saudoso patrono e fundador, que ela encarna e simboliza como ninguém.

 

 

 

 

 

 

Júlia Gregório da Silva nasceu em Açu, no Rio Grande do Norte, em 1933. É irmã mais nova de Rita Gregório de Melo e mãe de seis filhos.Com oito anos partiu para Rio Branco com a família. Iniciou-se na Doutrina do Santo Daime após a passagem de seu marido, Francisco Gregório Bezerra. Acompanhou o Padrinho Sebastião durante sete anos no Juruá (Amazonas) de onde seguiu para a Colônia 5.000, no Acre. Hoje vive na vila Céu do Mapiá e herdou da outra irmã, Teresa, já falecida, o gosto de ser zeladora e responsável pela Oração e pelos trabalhos da Igreja de um modo geral. Seu hinário é um amoroso convite à entrega, à confiança e à fé.

 

 

Nascida no dia 9 de janeiro de 1938 em Rio Branco-Acre, Cristina Raulino da Silva foi em vida-e continuará sendo em espírito - um símbolo de amor, fé e alegria, nos inspirando no cumprimento de nossa missão.Casada com Manuel Gregório, irmão da Madrinha Rita, ela foi também uma das que primeiro deram testemunho da missão espiritual do Padrinho Sebastião. Quando Sebastião Mota entrou em contato com o Santo Daime através do Mestre Raimundo Irineu Serra, Madrinha Cristina foi uma das que primeiro aderiram. Ela foi a primeira Madrinha a visitar as novas igrejas que no início da década de 80. Com a passagem do Padrinho Sebastião no início da década de 90, a Madrinha Cristina se tornou um dos principais esteios do Pad Alfredo, a quem coube continuar a missão da expansão da doutrina. Fez a passagem em 26 de janeiro de 2005.